O Eurasian Resources Group conta com uma representa??o de alto n?vel no SPIEF-2016

21.06.2016

Os executivos sénior do Grupo assistiram à sessão plenária presidida por Vladimir Putin, Nursultan Nazarbayev e Matteo Renzi, participaram na reunião entre o Presidente do Cazaquistão e os representantes empresariais russos e levaram a cabo múltiplas consultas com os seus parceiros russos e luxemburgueses. Alexander Machkevitch, Presidente do Conselho de Administração do Eurasian Resources Group, foi orador num painel sobre a transformação do modelo econômico chinês.

O Eurasian Resources Group (ERG), um produtor líder de recursos naturais diversificados, desempenhou um papel importante no 20.º Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF), realizado em 2016, na Rússia.


No SPIEF, os fundadores e acionistas do ERG, Alexander Machkevitch e os Membros do Conselho de Administração Patokh Shodiyev e Alijan Ibragimov, foram convidados para a sessão plenária presidida pelos Presidentes da Rússia e do Cazaquistão e pelo Primeiro-Ministro italiano, bem como para a reunião do Presidente do Cazaquistão Nursultan Nazarbayev com os representantes empresariais russos.


No SPIEF, os acionistas e os executivos sénior do ERG, incluindo Benedikt Sobotka, Diretor Presidente (CEO) do Eurasian Resources Group, e Aldiyar Kaztayev, Presidente da Eurasian Group LLP, tiveram diversas reuniões importantes com os parceiros internacionais do Grupo do Luxemburgo, onde o ERG está sediado, e da Rússia. As consultas incidiram sobre a implementação de projetos de desenvolvimento empresariais vitais e novas iniciativas de inovação.


O Dr. Machkevitch fez um discurso na sessão plenária sobre o modelo econômico chinês na nova realidade, realizada em cooperação com a Deloitte. Entre os oradores contavam-se Ivan Glasenberg, Administrador Delegado da Glencore, Maxim Oreshkin, Vice-Ministro das Finanças, Andrey Klepach, Vice-Presidente do Vnesheconombank- e outros.


"A China olha para diante vários séculos e tem uma capacidade imensa de crescimento e desenvolvimento no futuro, especialmente porque persegue uma estratégia de liberalização, desregulamentação e privatização. Os líderes chineses têm uma visão clara para o futuro. Assim, quando se fala sobre o futuro da China, sou muito otimista. Mas a sobreprodução é uma questão diferente. Trata-se de um problema real para todas as empresas mineiras e metalúrgicas de todo o mundo, incluindo o ERG, tendo em vista que atualmente fornecemos 30% dos nossos produtos para a China. O setor tem de lidar com este problema, mas será muito difícil, moroso e doloroso", afirmou o Dr. Machkevitch.


"Estou certo de que os mecanismos de mercado irão prevalecer. Todavia, é pouco provável que sejam introduzidos muito rapidamente, e o modo de sobreprodução continuará durante algum tempo. Nos próximos cinco anos, a China continuará a crescer a 5-6% ao ano", acrescentou.


O ERG é uma empresa cazaquistanesa líder, um dos maiores produtores de uma ampla variedade de matérias-primas para o setor metalúrgico mundial, bem como um participante proeminente na integração euro-asiática. A Rússia representa uma região-chave para o Grupo em termos de presença comercial e o país natal de instituições financeiras, as quais são estrategicamente importantes para o Grupo.


"Temos parcerias estreitas e muito diversas com a Rússia. O Fórum de São Petersburgo é o local onde encontramos dezenas de empresas de diferentes países. Estas empresas compram os nossos produtos, e nós adquirimos-lhe igualmente bastantes. O Fórum constitui uma excelente oportunidade para vermos centenas de pessoas, incluindo aquelas que por vezes não encontramos durante meses. O SPIEF é um evento empresarial muitíssimo eficiente e produtivo", observou o Dr. Machkevitch.

 

Utilizamos cookies para propiciar uma experiência melhor e mais personalizada ao usuário que navega pelo nosso site. Se você continuar a navegar pelo site sem alterar as configurações, estará concordando com a utilização de nossos cookies. Para mais informações sobre o uso dos cookies, clique aqui.