O Eurasian Resources Group melhora o desempenho de sua mina fronteiriça, na República Democrática do Congo, produzindo mais de 107kt de cobre em 2016

17.05.2017

A Mina Frontier, de propriedade do Eurasian Resources Group (ERG), um dos principais produtores de diversos produtos naturais, produziu mais de 107 kt de cobre concentrado em 2016; um aumento de 35% em relação à produção de 2015.

A Frontier é o carro chefe da ERG na República Democrática do Congo (RDC) e é a pedra angular do negócio de cobre do Grupo, na África. Em 2016, a planta melhorou seu desempenho por meio de muitos indicadores-chave.

Um plano de produção revisado foi lançado pela ERG no final de 2015 para aumentar a produção de cobre a longo prazo na Frontier, melhorando a eficiência e eficácia de seu modelo operacional.

O crescimento foi o resultado de consideráveis melhorias operacionais e investimentos, enquanto a mina também mudou a maneira como os contratantes foram implantados. Os principais benefícios foram obtidos a partir do segundo trimestre de 2016, resultando em um fornecimento estável de minério de cobre, melhores níveis de alimentação e tonelagens de produção de plantas.

John Robertson, Presidente e Gerente Geral da Mina Frontier, disse: "Os números de produção em nossa mina são muito encorajadores e estou orgulhoso do que a equipe conseguiu. Este é um grande progresso para o Grupo e apoia a estratégia da ERG na África de tornar-se campeã regional no campo do cobre e cobalto. Nosso pessoal é o maior ativo do ERG e sua capacidade de planejar, abraçar as mudanças e produzir resultados sólidos é louvável.”

“As conquistas da Mina Frontier desempenham um papel fundamental na formação de um sistema de produção equilibrado, ao lado da carteira de ativos de cobre e cobalto do ERG na África, que também inclui a Boss Mining, a Comide, a Chambishi Metals e o projeto de remanufatura de resíduos Roan, da Metalkol", acrescentou Robertson.

"Nossa equipe testemunhou o aumento do potencial de produção da Frontier e, em conjunto com o Grupo, os aumentos de produção foram alcançados de forma sustentável, por meio de soluções duradouras de longo prazo, visando permitir que a planta produza uma concentração de cobre a um custo altamente competitivo, transportando o Grupo a um nível mais alto elevando-o ao posto de primeiro produtor de quartil na curva de custos da indústria.”

Utilizamos cookies para propiciar uma experiência melhor e mais personalizada ao usuário que navega pelo nosso site. Se você continuar a navegar pelo site sem alterar as configurações, estará concordando com a utilização de nossos cookies. Para mais informações sobre o uso dos cookies, clique aqui.