O Eurasian Resources Group na Mining Indaba: "?frica, central para o crescimento futuro"

12.02.2016

O ERG-Africa, um departamento do Eurasian Resources Group, é atualmente um dos principais produtores mineiros da África. Neste momento, está a realizar a retomada de um programa ambicioso para diminuir a posição dos ativos africanos de cobre e cobalto na curva dos custos globais com o objetivo de atingir a posição de quartil mais baixa em 2017. Como parte deste programa, a empresa procura obter aumentos de produção nos próximos três a cinco anos que lhe permitam atingir uma produção total anual de aproximadamente 300 kt de cobre e mais de 20 ktpa de cobalto. 

"África representa para nós o motor do nosso crescimento internacional futuro. Além do Cazaquistão, África é uma região que oferece oportunidades excecionais ao ERG para alargar a sua carteira de forma estratégica", afirmou Benedikt Sobotka, Diretor Presidente (CEO) do Grupo. 


O Grupo dispõe de uma série de projetos competitivos na África, com um raio de ação que integra ativos de produção de cabos de cobre e de cobalto na República Democrática do Congo (RDC) e na Zâmbia, e ainda diversos ativos de platina, carvão, manganês, bauxita e fluorita em fase de desenvolvimento no Zimbabué, África do Sul, Moçambique e Mali. O seu projeto de desenvolvimento mais emblemático é uma grande exploração de reprocessamento de rejeitos na RDC, o designado projeto Metalkol Roan Tailings Reclamation (RTR), que irá proporcionar um fornecimento estável e a longo prazo de cobalto explorado de forma ética ao mercado. 


As operações do ERG na RDC situam-se entre as de maior visibilidade e escala no país. Através do reconhecimento da sua responsabilidade, não apenas na RDC, mas também na garantia dos recursos naturais mundiais, o Grupo mantém elevados padrões éticos em todos os aspetos das suas operações. O Grupo tem um programa ativo de investimento social, abrangendo a educação, os cuidados de saúde e a formação para os colaboradores locais e toma medidas ativas para assegurar a integridade da sua cadeia de fornecimento. 
"A Mining Indaba é sempre um evento de grande relevância para o setor", afirmou o Senhor Sobotka. "É vital que, apesar das condições econômicas, possamos reconhecer a importância de África como região e continuar a investir não apenas nas nossas próprias empresas, mas em impulsionar o crescimento de infraestruturas e melhorar a saúde, a riqueza e o bem-estar das comunidades onde operamos." O Senhor Benedikt Sobotka está trabalhando em parceria com o Fórum Econômico Mundial, organizações não-governamentais e outras empresas mineiras para melhorar e implementar padrões éticos no setor. 


O ERG, representado na Indaba por executivos sénior das operações tanto a nível do Grupo como na África, teve um contribuição relevante nas sessões principais do evento sobre cobre, as estratégias de crescimento africanas e a sustentabilidade. O Senhor Sobotka participou numa das primeiras sessões empresariais da Indaba juntamente com a Sociedade Financeira Internacional, a Exxaro Resources e a AngloGold Ashanti e contribuiu para a ordem de trabalhos de uma mesa redonda privada de CEO’s conduzida pela Deloitte. Edward Lauer, Diretor do Departamento de Otimização de Carteira do Grupo, participou em dois painéis de debate: um sobre moldar o futuro do setor do minério de ferro, o outro sobre o desenvolvimento sustentável centrado após a vida útil da mina. Giles Smith, Diretor de Vendas do ERG-Africa, participou num painel sobre o potencial do cobre africano, enquanto Leon Lombard, Diretor Financeiro do ERG-Africa apresentou a atual carteira de ativos do Grupo em África e o programa de desenvolvimento e de melhoria que se alinha com o objetivo do ERG de ser um mineiro mundial sustentável para a próxima geração. 

 

Utilizamos cookies para propiciar uma experiência melhor e mais personalizada ao usuário que navega pelo nosso site. Se você continuar a navegar pelo site sem alterar as configurações, estará concordando com a utilização de nossos cookies. Para mais informações sobre o uso dos cookies, clique aqui.